Publicado na Revista Administradores.   Com uma agenda extensa de eventos ligados à moda, design, cinema, teatro, turismo e música, em Londres a indústria criativa é o segundo setor mais lucrativo da economia. Na capital britânica, o desenvolvimento ocorre de maneira sustentável, participativa e inclusiva. O mesmo fenômeno tem espaço também em São Francisco, Barcelona, Nova York, Xangai, Amsterdã, Bogotá, exemplos clássicos de cidades criativas.   Nesses locais, sociedade e investidores estão articulados em um plano de cultura que visa o desenvolvimento socioeconômico. "Nas cidades criativas, os empreendedores na área cultural são extremamente valorizados. Música, artes, artesanato e cultura são fontes de receita essenciais para qualquer município", destaca Valter Pieracciani, especialista em modelos inovadores de gestão.   Afinal, o que são cidades criativas? Apesar de ser um tema que só recentemente começou a ser estudado, as cidades criativas existem desde a Antiguidade. "Antes de Cristo, a nação poderosa era a Grécia, cuja economia era essencialmente criativa", pontua Valter.   [...]   Em 2014, Curitiba (PR) e Florianópolis (SC) passaram a integrar a Rede de Cidades Criativas da Unesco, projeto que promove a integração internacional de cidades que apostam na criatividade para impulsionar o desenvolvimento econômico sustentável, inclusão social e valorização da cultura. Mas, além delas, é possível encontrar no Brasil outras cidades que seguem a tendência. Paraty, no Rio de Janeiro, soube articular a preservação histórica à criatividade para impulsionar a economia local. Além de ser conhecida por suas ruas de paralelepípedos e arquitetura colonial, há 8 anos Paraty também é famosa por ser a cidade brasileira que respira e exala literatura entre os meses de julho e agosto.   [...]   Já em Guaramiranga, cidade cearense que abriga pouco mais de 5 mil habitantes, as fortes influências do jazz e blues vêm desde a época do período áureo do café. O antigo costume das serestas e encontros musicais promovidos pelas ricas famílias da região foi transformado no Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga.   [...]   "O Brasil inteiro tem suas raízes na música, cultura, miscigenação e arte. É um enorme caldeirão para desenvolvimento da economia criativa", destaca Valter Pieracciani. Mas, o que falta para o desenvolvimento de cidades criativas no Brasil?   Para o especialista, o grande problema do caso brasileiro está na falta de articulação e pensamento estratégico. É o que acontece em grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, que, apesar de serem grandes centros de investimento e desenvolvimento de projetos culturais, a falta de conexão cria ilhas de criatividade, como a Lapa (RJ) e a Vila Madalena (SP).   Ana Carla Fonseca – economista e doutora em Urbanismo - acrescenta que a cidades criativas estão em constante processo de formação e transformação. Para que ocorra na prática, é preciso haver um ator social, seja ele o governo, empresas privadas, instituições ou a sociedade civil, que propulsione o projeto. "Os melhores exemplos são de cidades que conseguiram ou estão tentando aproveitar sua base criativa para se transformar; e que têm consciência de que uma cidade criativa se reinventa permanentemente, o que talvez seja o maior desafio", ressalta.

Pieracciani na Mídia

A Pieracciani está há mais de 25 anos no mercado oferecendo soluções cuidadosamente desenhadas para cada cliente. Fique por dentro das principais atividades do nosso time e conheça mais sobre o nosso trabalho.

Blade Runner, 2019 chegou!
Blade Runner, 2019 chegou!

Acontecimentos tecnológicos, um atrás do outro, têm me feito gelar o sangue

Saiba mais >
Máquinas aprendem, CEOs também
Máquinas aprendem, CEOs também

Tornou-se arriscado e difícil administrar empresas nos dias de hoje. Gerar resultados crescentes ao longo do tempo não é mais[...]

Saiba mais >
COMITÊ DE GESTÃO DE INOVAÇÃO DISCUTE DESAFIOS E BENEFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DA ABNT 16.501

Em reunião realizada em maio, representantes do Comitê conheceram a experiência do Eldorado com a norma e debateram as razões[...]

Saiba mais >
COMITÊ DE GESTÃO DE INOVAÇÃO DISCUTE DESAFIOS E BENEFÍCIOS DA IMPLANTAÇÃO DA ABNT 16.501
O FUTURO CHEGOU: CARROS AUTÔNOMOS JÁ SÃO REALIDADE E ESTÃO AVANÇANDO RÁPIDO

A tecnologia futurística da indústria automobilística está cada vez mais presente na vida dos motoristas. Eles já driblam o[...]

Saiba mais >
O FUTURO CHEGOU: CARROS AUTÔNOMOS JÁ SÃO REALIDADE E ESTÃO AVANÇANDO RÁPIDO

Faça parte desta tribo.

Ao deixar sua informação, receba o boletim Pieracciani.