Em reunião realizada em maio, representantes do Comitê conheceram a experiência do Eldorado com a norma e debateram as razões pelas quais tanto as grandes empresas quanto as pequenas e médias devem adotar padrões para a gestão da inovação.

Se ainda hoje há gestores de P&D de institutos de tecnologia e de empresas brasileiras que acreditam que inovação não combina com padronização, porque as normas inibem a criatividade, é possível dizer que o cenário está mudando. Atento à necessidade de planejar, avaliar e melhorar continuamente seus processos inovativos, o Instituto de Pesquisas Eldorado foi pioneiro na adoção da ABNT 16.501, norma criada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas e que apresenta uma série de recomendações para a gestão da inovação.

A ABNT 16.501 e a experiência do Eldorado foram o tema da reunião do Comitê de Gestão de Inovação da Anpei, realizada no dia 21 de maio, em São Paulo (SP). O encontro reuniu representantes de várias empresas associadas, o Gerente Executivo de Novos Negócios e Relações Institucionais do Eldorado, Paulo Ivo, e o sócio da consultoria Pieracciani, Valter Pieracciani, ambos membros da comissão que criou a 16.501.

Na ocasião, Pieracciani buscou esclarecer que o alinhamento à norma não impede ninguém de fazer diferente, melhor criativamente. “O objetivo da ABNT 16.501 não é engessar a criatividade, mas estabelecer um conjunto de práticas bem estruturadas, bem pensadas, que façam a inovação acontecer de forma sistemática, repetitiva, natural. Acreditamos que

um conjunto de boas práticas fortaleça a cultura da inovação e que a cultura, por sua vez, fortaleça as práticas”, enfatizou.

Complementarmente, Paulo Ivo falou sobre os benefícios da norma para o Eldorado, que implementou a ABNT 16.501 em três meses e obteve o selo de certificação em 2012. “Descobrimos gaps que eram praticamente imperceptíveis, mas que se resolvidos poderiam melhorar muito nosso processo inovativo. Nossos clientes, tanto nacionais quanto internacionais, valorizam muito o cumprimento dos padrões de exigência”.

VALE PARA TODOS

O compartilhamento da experiência do Eldorado fomentou discussões interessantes entre os representantes das empresas associadas. Muitos concordaram que a implementação da norma por um instituto de P&D como o Eldorado, que vende inovação, traz benefícios. Mas questionaram as razões pelas quais uma empresa que já possui processos de gestão da inovação estabelecidos deveria trocá-los pelas recomendações da ABNT 16.501.

Neste sentido, Pieracciani argumentou que não é preciso ignorar tudo o que a empresa já faz. “A ABNT 16.501 é simples e integrável a outras normas. A base é a mesma da ISO 9000 e da ISO 9001, é um modelo conhecido, não fere qualquer outro modelo de gestão já implantado, ele pode ser integrado, como foi feito no Eldorado”.

A norma é um documento com orientações que, na visão do consultor, pode dar às empresas alguns insights. “A ideia é olhar se tudo o que a norma prevê a sua empresa também já tinha previsto. Ao fazer isso, você pode verificar se todos os aspectos já haviam sido considerados ou descobrir e eliminar gaps que existem nos processos”.

Durante o debate, Pieracciani ainda lembrou que quando se fala de gestão de PD&I, não se fala da realização de um produto rotineiro. São produtos e entregas bastante específicas, que dizem respeito a conhecimento, tecnologia ou algo realmente novo para o mercado de produtos e serviços. Por isso, o alinhamento à 16.501 traz benefícios tanto para as grandes corporações quanto para seus fornecedores, empresas de pequeno e médio porte.

“O objetivo da ABNT 16.501 não é engessar a criatividade, mas estabelecer um conjunto de práticas bem estruturadas, bem pensadas, que façam a inovação acontecer de forma sistemática, repetitiva, natural”, Valter Pieracciani.

No caso das PMEs, a norma funciona como um material didático, com diretrizes para orientar o pequeno empresário que quer inovar e não sabe por onde começar. “Não adianta apenas receber ideias, é preciso saber o que fazer com elas. Muitos têm uma visão míope de que para transformar uma empresa comum em uma empresa inovadora basta ter ideias, ou fazer uma aliança com uma universidade”.

Se os padrões de excelência não são adotados por fornecedores das gigantes inovadoras, elas também sofrem o impacto. “A Dow, por exemplo, é muito inovadora, mas tem sua inovação limitada pela cadeia. Se o pequeno fornecedor não for inovador, a inovação provavelmente é interrompida ou não acontece. A norma pode contribuir para que a cadeia toda suba o nível em inovação”, destacou Valter Pieracciani. Desta forma, ao implantar a ABNT 16.501, o pequeno fornecedor mostra que é capaz de fazer a inovação serial e, em certa medida, assegura que não deixará o cliente sem determinado produto ou serviço lá na frente.

A norma ABNT 16.501 é uma espécie de guia para que as empresas criem e gerenciem processos inovadores. Ela pode ser implantada por qualquer organização, independentemente do segmento ou tamanho, e permite a aplicação do PDCA (Plan-Do-Check-Act) para a gestão da inovação. Aprovado em 2011, o documento possui oito capítulos e se baseia em textos internacionais.

Pieracciani na Mídia

A Pieracciani está há mais de 25 anos no mercado oferecendo soluções cuidadosamente desenhadas para cada cliente. Fique por dentro das principais atividades do nosso time e conheça mais sobre o nosso trabalho.

Valter Pieracciani para Automotive Business
Valter Pieracciani para Automotive Business

O Elefante e a formiga, é um match possível?  

Saiba mais >
Nível de preparação as empresas para o Rota 2030 - Valter Pieracciani na ABX 2019
Nível de preparação as empresas para o Rota 2030 - Valter Pieracciani na ABX 2019

Apenas 15% das empresas[...]

Saiba mais >
ABCast – Oportunidades de inovação nas empresas automotivas - Valter Pieracciani

"Por onde começar um processo de inovação, como obter financiamento e desenhar uma estratégia que vá além do desenvolvimento[...]

Saiba mais >
ABCast – Oportunidades de inovação nas empresas automotivas - Valter Pieracciani
Blade Runner, 2019 chegou!

Acontecimentos tecnológicos, um atrás do outro, têm me feito gelar o sangue

Saiba mais >
Blade Runner, 2019 chegou!

Faça parte desta tribo.

Ao deixar sua informação, receba o boletim Pieracciani.